Loading...

Notícia

Publicado: 22/06/2022 12:29h

Um dos principais segmentos da economia capixaba pode investir em inovação, por meio do financiamento do Bandes

Um dos principais segmentos da economia capixaba pode investir em inovação, por meio do financiamento do Bandes

Peça fundamental para a estratégia da economia brasileira, o setor metalmecânico, que move e influencia diretamente outros segmentos, é também um dos responsáveis por, pelo menos, 50,3% dos empreendimentos e 59,8% dos empregos industriais, isso apenas na região Sudeste. No Espírito Santo, são cerca de 16,3% de postos de trabalho gerados.

Isso significa que, pelo menos, 30 mil empregos no Estado são gerados diretamente e 120 mil indiretamente. São quase 1,5 mil empresas que movimentam mais de R$ 8 bilhões por ano, sendo metade desse valor em negócios com outros estados e países.

Quando se trata do PIB Estadual, o setor corresponde a cerca de 20% do número total e quase metade das exportações industriais do Estado. Efetivamente, é um dos setores mais fortes, significativos e influentes para o desenvolvimento do Espírito Santo. As atividades metalmecânicas são diversas e envolvem fundições, soldagem, estamparia, forjaria e oficinas de corte, bem como a produção de bens finais, como veículos, máquinas, materiais de transporte e variados tipos de equipamentos.

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), ao atuar como agente de fomento, apoia e investe nas empresas capixabas do ramo de metalmecânica, que, no Estado, tem trilhado um caminho para se tornar o principal centro de referência na área. Para isso, são realizadas frequentes reuniões com representantes do setor, como forma de entender as necessidades demandadas pelos empresários.

Além disso, o Bandes dispõe de linhas de financiamento, fundos e uma vasta carteira para subsidiar as empresas dos mais diferentes portes que precisam de um parceiro que forneça recursos com agilidade e possibilite o acesso desburocratizado ao crédito. Esse mercado busca constantemente a melhoria de procedimentos, como a melhoria de processos e a frequente atualização em máquinas, a fim de aumentar a competitividade e gerar ainda mais empregos, contribuindo com a aceleração do processo de tornar o Espírito Santo referência no que se refere ao assunto metalmecânica.

O gerente de Negócios do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo, Jony Reis, explicou que, apesar da crise dos últimos anos provocada pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), as empresas capixabas do segmento vêm conquistando mais espaço no País. Para isso, o Bandes concede o apoio necessário às empresas.

“Estamos sempre presentes, ao dispor do empresariado, com soluções de crédito para todas as necessidades do setor, inclusive com linhas de apoio à inovação, por ser este um dos setores mais inovadores do Estado. A tendência é que o setor siga progredindo, com performance positiva e crescente no cenário nacional, já presente em obras em todo o País. O segmento é, de fato, muito forte aqui no Estado”, salientou Reis.


Fonte: Assessoria de Imprensa do Bandes
Arquivos