Loading...

Notícia

Publicado: 29/06/2022 16:17h

Suzano fomenta iniciativas para a inclusão do público LGBTQIAP+ no mercado de trabalho

Suzano fomenta iniciativas para a inclusão do público LGBTQIAP+ no mercado de trabalho

Companhia promoverá a empregabilidade de 150 pessoas trans na área de tecnologia 

A  Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, lança este mês o Programa TRANSformação Digital, que visa ampliar a participação do público LGBTQIAP+ no mercado de trabalho, sobretudo na área da tecnologia. O programa é uma das iniciativas da companhia alinhadas ao compromisso de alcançar 100% de ambiente inclusivo para pessoas LGBTQIAP+, até 2025, além de promover a diversidade, equidade e inclusão dentro e fora da organização.  

O TRANSformação Digital é uma parceria com a Alura, a maior escola online de tecnologia do Brasil, com o objetivo de capacitar pessoas trans para serem desenvolvedoras de sistemas. Por meio de cursos, a iniciativa formará, inicialmente, 150 pessoas que não possuem base de tecnologia, desconhecem o mundo da programação e estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica.  A ideia é que, ao final do curso, com duração de três meses, participantes possuam capacitação para entrarem no mercado de trabalho, dentro ou fora da Suzano. As pessoas interessadas podem enviar o currículo até 31 de julho no canal da Suzano no Kenoby, por meio do link https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/programa-transformacao-digital/62a2494a8bddcf8a6d8b37f4?utm_source=website. 

 “Cada vez mais é preciso promover iniciativas que contribuam para a inclusão do público LGBTQIAP+ no mercado de trabalho formal. Ampliar a diversidade dentro do setor corporativo e industrial vai muito além de contratar, mas, sim, priorizar, capacitar e trabalhar ativamente para um ambiente igualitário e livre de preconceitos”, diz Aires Galhardo, diretor executivo de Operações de Celulose da Suzano e sponsor do Grupo de Afinidade LGBTQIAP+ da companhia. “Na Suzano, entendemos que trabalhar diversidade, equidade e inclusão é, além de um dever, uma estratégia de negócio. Em um ambiente mais inclusivo e diverso, as pessoas compartilham mais experiências, se sentem mais envolvidas e a criatividade surge organicamente’’. 

A diversidade sexual e de gênero no mercado de trabalho é um tema que está em pauta há anos, mas caminha a passos lentos no Brasil. Dados de uma pesquisa realizada pelo Center for Talent Innovation constatou que 33% das empresas existentes no Brasil não contratariam pessoas LGBTQIAP+ para cargos de chefia, e 41% dos(as) funcionários(as) desse público afirmam já terem sofrido algum tipo de discriminação em razão de sua orientação sexual ou identidade de gênero no ambiente de trabalho. Além disso, estima-se que 82% das pessoas trans não concluem seus estudos.  

Na Suzano, ainda há uma jornada para transformar esse cenário e alcançar um ambiente 100% inclusivo para pessoas LGBTQIAP+. Para isso, a companhia realiza anualmente uma Pesquisa de Diversidade e Inclusão, baseada nos pilares de Governança, Cultura, Atitude e Experiências Pessoais, por meio de questionário online disponibilizado para todos os colaboradores e colaboradoras da companhia no Brasil e nos seus escritórios internacionais. A ideia é identificar, a partir da escuta ativa, pontos de melhoria para um ambiente inclusivo e igualitário. 

Somente em 2022, mais de cinco mil colaboradores e colaboradoras participaram da pesquisa, que resultou em uma percepção de 93,6% de ambiente inclusivo na Suzano, ou seja, em que todas as pessoas possam se sentir respeitadas, seguras e acolhidas para serem quem realmente são. 

A partir dos resultados da pesquisa, no início de 2022 foram criados três grupos de trabalho dentro do Grupo de Afinidade (GA) LGBTQIAP+ da companhia, no qual, por meio de encontros regulares, são tratadas questões estratégicas para a realidade do tema, promovendo a discussão, a empatia, a escuta ativa e construindo soluções. No último ano, o GA LGBTQIAP+ foi ampliado e já conta com mais de 140 pessoas envolvidas. 

Os grupos de trabalho (GTs) contam com mais de 30 pessoas e têm o objetivo de acolher, educar, desenvolver e estimular a contratação de pessoas LGBTQIAP+. O GT Sensibilização, por exemplo, busca sensibilizar e educar colaboradores e colaboradoras e parceiros para o respeito aos direitos dessa comunidade. Já o GT Ambientes Inclusivos visa promover um ambiente respeitoso, seguro e saudável para as pessoas LGBTQIAP+. Por fim, o terceiro grupo, o GT Atração, Contratação e Carreira, promove oportunidades, desenvolvimento e tratamento justo às pessoas LGBTQIAP+ que já estão na Suzano e também nos processos de atração e contratação. 

Além das ações internas, a Suzano também conta com parceiros para a busca e atração de pessoas LGBTQIAP+ no quadro de colaboradores e colaboradoras da companhia. Atualmente, a companhia utiliza as plataformas de recrutamento Camaleão e TransEmpregos.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Suzano
Arquivos