Loading...

Notícia

Publicado: 14/07/2022 14:56h

Samarco promove seminário sobre combate ao assédio moral e sexual para empregados (as)

Samarco promove seminário sobre combate ao assédio moral e sexual para empregados (as)

A Samarco reforçou as normas previstas no código de conduta da empresa, durante o webinar “O combate ao assédio na mineração", promovido nessa quarta-feira (13/07), para os empregados (as). Os palestrantes discutiram sobre a importância do Compliance nas organizações, tendo como principal temática o combate ao assédio moral e sexual. Além de esclarecimentos sobre as diferenças dos tipos de conduta, o objetivo foi incentivar os relatos não somente no âmbito empresarial, mas em todos os ambientes além da empresa.

“É importante reforçar que na Samarco não toleramos nenhum tipo de assédio. É algo que temos que abolir da nossa sociedade como um todo. É uma questão social e temos uma grande responsabilidade sobre isso”, destacou o presidente Rodrigo Vilela, durante a abertura do encontro.

O seminário faz parte da Semana de Compliance da Samarco e contou com a participação da conselheira da Samarco em Representação da BHP Nelly Pazó, da diretora Jurídica, Riscos e Conformidade, Najla Lamounier e com a mediação do gerente de Compliance e Ouvidoria, Cássio Amin.

Nelly Pazó destacou a importância de denunciar situações de assédio. “Devemos refletir sobre como a gente consegue sair de uma abordagem passiva e adotar um jeito mais ativo na erradicação dessas condutas. Às vezes todo mundo ignora uma piada inadequada, ninguém fala nada. Como podemos agir para uma indústria melhor: por exemplo, sendo um observador ativo. Questionando as coisas”, alertou Nelly.

“O assédio deve ser visto sobre várias perspectivas como violação dos direitos humanos e da segurança. Esse bate papo celebra o início da semana de Compliance. O combate ao assédio é uma prática que faz parte do programa. Temos nossas regras e valores, comportamentos desejados e reprovados disciplinados desde a década de 80. Ou seja, sempre fomos uma empresa que se preocupou com o outro”, ressaltou a diretora Jurídica, Riscos e Conformidade, Najla Lamounier.

A diretora reforçou também que a Samarco mantém um canal de ouvidoria independente que recebe denúncias de assédio moral e sexual, entre outras violações do código de conduta e de Direitos Humanos.

A Samarco acredita que uma conduta íntegra começa por cada um de nós na busca por uma mineração diferente.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Samarco
Arquivos